Mediunidade intuitiva: Sintomas e características. Conheça agora!

A capacidade mediúnica é uma faculdade de grande valor para a humanidade, servindo como ferramenta de crescimento espiritual e de ajuda ao próximo. Dentre os tipos de mediunidade existentes, existe um tipo muito sutil mas ao mesmo tempo muito poderoso: a mediunidade intuitiva. Suas características e sintomas são bastante sutis e quase sempre confundem o médium inexperiente. Portanto, se você quer saber mais sobre o assunto, continue lendo este artigo.

O que é intuição?

Para entendermos o que é a mediunidade intuitiva, vamos analisar precisamente o que é a intuição. A palavra intuição possui os seguintes significados:

  1. faculdade ou ato de perceber, discernir ou pressentir coisas, independentemente de raciocínio ou de análise.
  2. Forma de conhecimento direta, clara e imediata, capaz de investigar objetos pertencentes ao âmbito intelectual, a uma dimensão metafísica ou à realidade concreta.

Então, basicamente, intuição é uma faculdade que permite que o ser humano tenha acesso à determinados conhecimentos, sentimentos e sensações sem ter raciocinado sobre o assunto.

Ou seja, intuição é a capacidade de uma pessoa ser exposta à algum conhecimento, emoção ou sensação de uma forma espontânea sem ter se pensado racionalmente sobre o assunto.

Assim, intuição é uma capacidade humana que permite que as pessoas tenham acesso à informações provenientes de uma dimensão mais sublime. Assim, as informações captadas por vias intuitivas não são produto da mente consciente.

Desse modo, muito pode ser especulado sobre a origem e a natureza destas informações que chegam até nós por vias intuitivas. Seriam elas informações de origem espiritual ou seriam informações do nosso próprio subconsciente? Ou seria uma mistura dos dois?

Será que é possível descobrirmos a origem das percepções e informações intuitivas? Seria a intuição uma espécie de mediunidade? Então, em meio à tantos questionamentos, vamos entrar nesse assunto do ponto de vista espiritual, abordando a questão sob a ótica da mediunidade intuitiva.

Leia também:  Mediunidade de efeitos físicos - Sintomas

O que é mediunidade intuitiva?

De uma maneira simples, podemos dizer que mediunidade é a capacidade de uma pessoa (médium) manter contato com consciências espirituais ou perceber a manifestação dessas consciências do mundo dos espíritos.

Além disso, segundo Allan Kardec, o codificador da doutrina espírita (espiritismo), todos somos mais ou menos médiuns, variando apenas o grau de sensibilidade mediúnica entre cada um de nós.

Como já deixamos claro o que é intuição e mediunidade, fica fácil para você perceber que a mediunidade intuitiva é, a grosso modo, uma faculdade que permite que pessoas recebam informações, sensações e emoções provenientes de entidades espirituais de uma maneira intuitiva.

As diferenças entre a mediunidade intuitiva e outros tipos de mediunidade

A princípio, pode haver certa confusão entre mediunidade e intuição. Afinal, a intuição pode estar presente em praticamente todos os tipos de mediunidade. E realmente, em muitos tipos de mediunidade a intuição tem um papel vital.

Então, para esclarecer a diferença básica entre a mediunidade intuitiva e outros tipos de mediunidade, vamos compará-la com a mediunidade onde o espírito controla momentaneamente as faculdades do médium.

Na mediunidade intuitiva, o médium recebe as informações do espírito comunicante diretamente em seus pensamentos, sem ter suas faculdades controladas pela entidade espiritual comunicante.

Assim, o médium intuitivo atua como uma espécie de mensageiro que recebe uma mensagem por vias intuitivas, repassando a mensagem sem ser utilizado como um instrumento direto para a manifestação do espírito comunicante.

Assim, seu mecanismo de funcionamento é bastante diferente do que ocorre em mediunidades “mecânicas”, como na mediunidade de incorporação ou psicografia direta.

Assim, o espírito passaria impressões psíquicas para o médium que as receberia através de seus pensamentos por vias intuitivas, mas sem conseguir discernir, em alguns casos, se a comunicação é proveniente de sua própria mente ou se é produto de uma entidade espiritual.

Desse modo, uma pessoa poderia realizar uma espécie de psicografia e repassar uma mensagem espiritual intuitiva através de seus próprios meios, escrevendo por vontade própria sem que o espírito comunicante manipule suas mãos ou seus equipamentos de escrita, como na psicografia direta e indireta.

Leia também:  Mediunidade aflorada e seus sintomas - DESCUBRA AGORA!

A mediunidade intuitiva e a dificuldade na identificação da origem das informações

A mediunidade intuitiva é um tipo de mediunidade que pode ser ligeiramente complicado por causa da grande dificuldade de discernir se a mensagem, informação ou impressão psíquica é proveniente do próprio médium ou de espíritos comunicantes.

Mergulho Interior

Sobre este assunto, até mesmo Allan Kardec fala sobre a dificuldade de diferenciar a origem dessas mensagens que se dão por vias intuitivas, falando o seguinte:

“Efetivamente, a distinção é às vezes difícil de fazer-se, mas pode acontecer que isso pouca importância apresente. É possível reconhecer-se o pensamento sugerido, por não ser preconcebido, porque nasce à medida que a escrita vai sendo traçada e por ser, amiúde, contrário à ideia que antecipadamente se formara, podendo mesmo estar fora dos limites dos conhecimentos e capacidades do médium. ” Allan Kardec, Livro dos médiuns.

Quais os sintomas da mediunidade intuitiva?

Os sintomas da mediunidade intuitiva estão intimamente ligados com o grau de sensibilidade e conexão espiritual ou intuitiva das pessoas que possuem essa faculdade, se manifestando de maneira variada.

Porém, alguns sintomas se apresentam de forma bastante frequente, sinalizando que uma pessoa pode ser portadora da mediunidade intuitiva. Portanto, é importante que você esteja atento às suas intuições e aos seus sintomas.

Entre os diversos sintomas da mediunidade intuitiva, se destacam os seguintes:

  • Pensamentos repentinos e com curta duração não condizentes com seu padrão mental ou personalidade, incluindo desejos suicidas e até mesmo desejos por cigarros, bebidas ou outras substâncias.
  • Conhecimento sobre assuntos que você não domina mas que se apresentam até você de uma forma súbita e sem raciocínio prévio.
  • Seus pensamentos mudam de rumo em alguns momentos, indo até mesmo contra as suas próprias opiniões. Por exemplo, você está escrevendo sobre uma coisa e subitamente o texto toma uma direção oposta à que você planejou, indo contra suas próprias opiniões e conceitos pré-concebidos.
  • Súbito conhecimento de fatos que estão acontecendo ou que vão acontecer no futuro sem que você tenha razões lógicas para isso. Um exemplo é sentir que algo ruim irá acontecer ou receber em sua mente mensagens que falem que determinado fato irá ocorrer.
  • Imagens mentais que aparecem subitamente em sua tela mental e que contém rostos de pessoas, cenas de assassinatos, acidentes, mensagens etc. 
  • Ter absoluta certeza sobre algum evento sem ter razões lógicas e racionais para tal. Um exemplo é ter a certeza de que existe algo errado em uma situação ou ter a certeza de que uma situação correrá bem. É a velha expressão: “Algo me diz que isso não vai terminar bem…” Ou aquela velha intuição: “Essa história está mal contada.”
Leia também:  Como saber se sou sensitiva? Descubra agora!

Sou médium intuitivo, o que fazer?

Se você tem a maioria desses sintomas, muito provavelmente você é portador da mediunidade intuitiva, sendo bastante interessante que você realize um trabalho de desenvolvimento da sua espiritualidade bem como um desenvolvimento mediúnico.

Dessa forma, ao desenvolver sua mediunidade intuitiva, você será capaz de tirar maior proveito de sua faculdade mediúnica e terá muito mais conhecimento sobre como ela funciona, podendo controlá-la de forma que você pare de sofrer com os sintomas da mediunidade reprimida.

Além disso, se você tem mediunidade intuitiva, é muito interessante que você cuide de sua sintonia espiritual, mantendo uma atitude positiva perante a vida e buscando ser mais espiritual em suas ações, independentemente de momentos felizes ou momentos difíceis.

Através destas atitudes você evitará se sintonizar com entidades densas ou espíritos obsessores, podendo ter acesso à confiáveis e elevadas impressões psíquicas através de sua mediunidade intuitiva. Portanto, cuide de seus pensamentos, palavras e ações, evitando se sintonizar com os espíritos mais densos.

Além disso, procure fazer uma limpeza psíquica ou uma limpeza dos chakras, cuidando da qualidade da sua energia espiritual. Agindo assim, você viverá com mais harmonia, serenidade e felicidade.


Gostou do artigo? Então COMPARTILHE!!


Mergulho Interior


Deixe uma resposta