Como saber se sou médium – Descubra agora – Tipos de mediunidade

Os mistérios da existência humana instigam inúmeras pessoas
desde tempos imemoriais, causando grande fascínio. A mediunidade é um desses mistérios e gera uma dúvida muito comum na cabeça das pessoas: “Como saber se sou médium?“. A boa notícia é que a resposta para essa questão é muito simples. Se você quer conhecê-la, continue lendo este artigo!

A mediunidade é a capacidade das pessoas sentirem, em maior ou menor grau, algum tipo de influência espiritual. Dessa forma, o médium age como intermediário entre o plano físico e o plano espiritual, podendo realizar um intercâmbio de conhecimento entre os planos mais sutis e os planos mais densos da matéria.

Portanto, se você sente em maior ou menor grau as energias ou vibrações espirituais, por definição, você é médium. Assim, segundo Allan Kardec, o codificador da doutrina espírita , todos os seres humanos são médiuns.

Porém, popularmente se atribui o título de médium às pessoas que possuem um grau de mediunidade muito acentuado, percebendo as influências espirituais de uma maneira muito ostensiva. Assim, todos são médiuns, mas nem todos tem essa capacidade totalmente desenvolvida.

O que significa ser médium? Como saber se sou?

Já mencionamos anteriormente que médium é todo ser humano capaz de sentir as vibrações do plano espiritual.

Portanto, se você sente as vibrações do mundo espiritual e incorpora, vê, ouve ou sente a presença de espíritos, você é portador de um grau de mediunidade bastante acentuado, podendo se considerar como sendo um médium ostensivo.

Existem diversos tipos de mediunidade e para que você possa ser bem sucedido na sua investigação sobre as características das suas capacidades mediúnicas, precisamos explicar os principais tipos para você. Portanto, abaixo você encontra uma lista com alguns tipos de mediunidade:

 Tipos de mediunidade

  1. Médiuns Falantes e de incorporação
    Os médiuns falantes são os que têm a capacidade de servirem como instrumento para que os espíritos ou entidades espirituais possam se comunicar utilizando os órgãos vocais ou a capacidade motora do médium. Geralmente se chama de médium de incorporação o médium que sofre incorporação e passa a falar ou se mover sob influência direta do espírito comunicante.
  2. Médiuns Videntes
    Os possuidores da mediunidade de vidência conseguem ver espíritos, auras e energias, mesmo quando acordados. Porém, a maioria dos médiuns videntes enxergam entidades somente quando se encontram em um estado de receptividade propício ao fenômeno. Esta capacidade, quando não desenvolvida, proporciona visões de uma forma errática. Ou seja, as visões podem acontecer em intervalos irregulares de tempo e sem nenhum controle por parte do médium.
  3. Médiuns Audientes
    São os médiuns que podem ouvir vozes de espíritos ou de outras entidades espirituais. Como em todos os casos de mediunidade não desenvolvida, podem ocorrer irregularidades nas percepções, fazendo com que o médium não tenha controle sobre sua capacidade.
  4. Médiuns Curadores
    Este tipo de mediunidade consiste na capacidade de um médium curar pessoas ou outros organismos vivos com a simples aplicação de passes, gestos, toques ou olhares. No geral, os espíritos utilizam os fluidos magnéticos do médium para causar os fenômenos da cura. Mas também é possível que um médium manipule seus próprios fluidos magnéticos com a utilização de sua própria Vontade.
  5. Médiuns Sensitivos
    Este tipo de médium é o que possui uma acentuada sensibilidade para as energias espirituais, agindo como uma antena aberta para as frequências espirituais e sentindo as diversas emanações dos planos espirituais. Assim, um médium sensitivo pode sentir , por exemplo, o que pessoas e espíritos sentem, experienciando suas emoções, dores e pensamentos.
Leia também:  O que significa ver pontos de luz? Descubra agora!

Existem diversos tipos mediúnicos além destes 5 tipos principais de mediunidade. Neste artigo abordamos o assunto de uma forma simplificada para facilitar a compreensão. Além disso, o conhecimento passado aqui é baseado na experiência pessoal e nos estudos do autor, não tendo como foco a Doutrina Espírita.

Portanto, para um estudo mais aprofundado, é recomendada a leitura de toda a literatura espírita, incluindo o estudo do Livros dos médiuns e o Livro dos Espíritos, de Allan Kardec. Dessa forma, você conhecerá a fundo o assunto e aprenderá os diversos tipos de mediunidade à luz da visão espírita.

Agora que você já tem uma noção básica do que é mediunidade e dos tipos de mediunidade mencionados acima, podemos abordar a parte dos sintomas mais comuns que os médiuns experienciam. Dessa forma, você poderá comparar os seus sintomas e analisar se possui as características de um médium ostensivo.

Como saber se sou médium? – Sintomas Comuns

Sintomas físicos

  • Arrepios
  • Sensação de frio ou calor no corpo
  • Formigamento das mãos, pés ou pernas
  • Movimentos Involuntários nos membros
  • Nó na garganta sem motivo aparente
  • Tonturas e enjoos
  • Falta de ar
  • Sudorese excessiva nas mãos
  • Bocejos, falta de energia e sono constante
  • Dores inexplicáveis


Sintomas cognitivos

  • Sensação de despersonalização (a vida parece um sonho )
  • Ansiedade e dificuldade de concentração
  • Visões de cenas de morte e acidentes violentos na tela mental
  • Explosão de raiva sem motivo aparente
  • Sensação de tristeza sem motivo aparente
  • Ouvir vozes, ver espíritos ou auras
  • Sentir a energia ambiente
  • Premonições e forte intuição
  • Reconhecer facilmente quando uma pessoa está mentindo
  • Pensamentos intrusivos

Estes foram alguns dos sintomas mais comuns, existem diversos outros e o ideal é que seja feita uma autoanálise para que se chegue à conclusão de quais sintomas você tem ou não.

Mergulho Interior

Leia também:  Como desenvolver a mediunidade sensitiva? Aprenda agora!

Lembrando que é recomendável que você busque ajuda médica se estiver se sentindo prejudicado por alguns destes sintomas. Isso é muito importante pois todo sintoma pode ser causado por uma origem orgânica. Portanto, só procure a explicação espiritual após afastada a hipótese de qualquer desequilíbrio em seu organismo.

Se você possui a maiorias destes sintomas, é bastante provável que você seja médium. Assim, você precisa desenvolver suas capacidades mediúnicas para controlá-las e diminuir todo e qualquer sofrimento decorrente dos sintomas da mediunidade reprimida ou desequilibrada.

Sou médium, e agora?

Agora é hora de começar a se conhecer melhor, preste atenção nesta sábia frase que foi escrita no Templo de Apolo em Delfos:

Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses

O autoconhecimento é o primeiro passo que um médium precisa dar para equilibrar sua capacidade mediúnica, deixando de ser vítima das vibrações espirituais negativas. Dessa forma, você poderá fazer uso produtivo de suas capacidade mediúnicas e passará viver de uma forma mais espiritual e harmônica.

Assim, se você deseja parar de sofrer com os sintomas da mediunidade, é extremamente necessário que você comece a meditar. Dessa forma, você aprenderá a acalmar seus pensamentos e ampliará sua visão interior. Ainda, você estará mais lúcida e poderá fazer bom uso das vibrações espirituais que chegam até você.

Existem diversos modos de equilibrar sua mediunidade e alguns vão lhe ajudar de uma maneira mais rápida e funcional, enquanto outros vão ser mais lentos. Assim, para saber qual o melhor para você, estude e experimente esses caminhos até encontrar o mais agradável para seu coração. Portanto, eu recomendo que você clique aqui e dê uma olhada neste ebook, ele pode lhe ajudar a equilibrar sua mediunidade.

Recomendo que você faça leituras e estude muito sobre o plano espiritual e sobre as potencialidades do ser humano. Dessa forma, você conseguirá criar bases sólidas e fundamentadas para sua prática espiritual.

Indicações de Leitura e estudos

Nesta seção do artigo te indicamos livros que podem ser de grande valia para os seus estudos sobre mediunidade e desenvolvimento psíquico.

  • Iniciação ao Hermetismo – Franz Bardon
    Este livro é, sem dúvidas, um ótimo guia prático de desenvolvimento psíquico que pode contribuir bastante para todo estudante interessado nos poderes latentes do ser humano.
    Este livro é um guia prático de desenvolvimento das capacidades latentes que todos nós temos, mas que se tornam “adormecidas” por diversas razões. A mediunidade é uma destas capacidades que deixamos adormecer…
  • Livro dos Médiuns (Allan Kardec)
    Este talvez seja o livro mais conhecido sobre a temática mediúnica. É uma leitura bastante dogmática, porém, é de grande valia para quem deseja obter mais informações sobre a mediunidade à luz da visão espírita.
  • Técnica da Mediunidade (Carlos Torres Pastorino)
    Livro bastante técnico que explora de uma maneira muito interessante os aspectos da mediunidade de um ponto de vista bem detalhado.
  • Os Chakras (C. W. Leadbeater)
    Livro bastante interessante escrito por um dos mais famosos membros da Sociedade Teosófica, Charles Webster Leadbeater, indispensável para iniciantes que desejam aprender mais sobre os Chakras.
  • Três Livros de Filosofia Oculta (Cornélio Agrippa)
    Livro de grande importância para quem quer se aprofundar no estudo das ciências ocultas. É um verdadeiro divisor de águas para quem deseja penetrar os véus da sabedoria oculta.
Leia também:  Arrepios no couro cabeludo e na cabeça: Conheça as causas!

Estes foram somente alguns dos livros que podem ser de grande valia para você dar prosseguimento aos seus estudos. Existem muitos outros disponíveis na internet.

Nesse caminho, o mais importante é ter a cabeça aberta para novas ideias e se aprofundar em tudo o que desejar estudar.

Aproveite o que agradar o seu coração, ignorando todo o resto. 

Existem muitos livros, muitas escolas e doutrinas diferentes. Cada uma vendendo sua própria visão como a correta. Assim, no meio de tantas opiniões divergentes, somente com o mergulho em nós mesmos poderemos encontrar a verdade. Dessa forma, poderemos perceber o que nos serve como verdade e o que não nos serve.

Se você ainda tem alguma dúvida sobre o desenvolvimento da mediunidade, recomendo que leia este artigo do nosso blog:

Como desenvolver a mediunidade sozinho

A mediunidade é uma capacidade linda e quando bem trabalhada, pode te ajudar imensamente na caminhada evolutiva.

Recomendo fortemente que você se dedique mais à sua prática espiritual. Assim, se você for portador da mediunidade ostensiva,se desenvolva, aumente sua energia espiritual e utilize suas capacidades em seu benefício, visando seu crescimento espiritual.

A mediunidade bem desenvolvida pode trazer imensa grandeza espiritual para o médium, mas principalmente, pode trazer imensa grandeza espiritual para as pessoas ao redor do médium, causando um impacto significativo no mundo.

Você pode se interessar nestes outros artigos que preparamos com carinho para você:

Como desenvolver a clarividência 

Como ativar a Glândula Pineal

Como desenvolver a espiritualidade

Como desenvolver a mediunidade de cura

Como desfazer magia negra

Mensagem especial para você!

Arrepios no couro cabeludo – Mediunidade?


Gostou do artigo? Então COMPARTILHE!!


Mergulho Interior