Sintomas da mediunidade reprimida: Descubra agora!

Pouco se fala da mediunidade reprimida, mas este é um problema gravíssimo que atinge muitos médiuns e causa terríveis prejuízos para essas pessoas.

Por isso, estar atento aos sintomas da mediunidade reprimida é muito importante, permitindo que você identifique o problema e o resolva. Por isso, neste artigo você aprenderá tudo sobre o assunto, confira!

O que é mediunidade?

sintomas da mediunidade reprimida

Para que você possa entender o que é mediunidade reprimida, precisamos definir o que é mediunidade.

Segundo Allan Kardec, o codificador da doutrina espírita, a mediunidade é a faculdade que nos capacita sentir em qualquer grau a influência dos espíritos.

“Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium.” (Allan Kardec, O Livro dos Médiuns, capítulo XIV).

Ou seja, a mediunidade é a capacidade de sentir em maior ou menor grau a influência dos espíritos. Assim sendo, se uma pessoa experiencia com seus sentidos físicos ou metafísicos a realidade espiritual, esta pessoa é um médium.

Ainda seguindo no mesmo capítulo do livro dos médiuns, Kardec complementa:

“Essa faculdade é inerente ao homem. Por isso mesmo não constitui privilégio e são raras as pessoas que não a possuem pelo menos em estado rudimentar. Pode-se dizer, pois, que todos são mais ou menos médiuns. “

Assim, todos os seres humanos são médiuns e a única coisa que varia, neste assunto, é o grau de mediunidade/sensibilidade de cada pessoa para com a realidade espiritual, bem como a forma como essa mediunidade se apresenta. 

O que significa reprimir a mediunidade?

a repressão da mediunidade

Como falamos anteriormente, todos os seres humanos são médiuns e neste ponto, a única coisa que diferencia uns dos outros é o seu grau de sensibilidade.

Leia também:  Mediunidade intuitiva: Sintomas e características

Além disso, cada pessoa pode experienciar a mediunidade de uma maneira diferente, gerando a grande variedade de tipos de mediunidade que vemos na literatura espírita e espiritualista.

Sabendo isso, podemos entender que muitas pessoas são médiuns e talvez nem saibam que são, acabando por reprimir sua mediunidade por não acreditar ou por não querer lidar com os assuntos espirituais.

Assim, as pessoas acabam se tornando cegos para com os assuntos espirituais, se embrutecendo e mergulhando na vida material com todas as forças. Com isso, acabam se tornando ignorantes quanto às realidades espirituais e reprimem todo e qualquer contato com os espíritos.

Quais os riscos da mediunidade reprimida?

sintomas da mediunidade reprimida

Um médium se torna uma presa fácil na mãos dos espíritos obsessores
quando reprime sua mediunidade, afinal, os obsessores passam a manipular essa pessoa sem enfrentar nenhuma dificuldade, pois ela está cega quanto à existência deles. 

Para muitas pessoas isso nem é percebido, o que é ótimo para os espíritos obsessores, porém, quando a pessoa tem uma mediunidade muito aflorada, sendo mais sensível ao mundo espiritual, os problemas são sentidos em um nível muito mais elevado.

Nestes casos, a pessoa começa a experienciar toda uma grande variedade de problemas em sua vida, sentindo sinais de que há algo muito errado sem saber identificar as causas desses problemas. Essa situação tende a piorar conforme o tempo passa, pois a influência dos obsessores aumenta.

Com o passar do tempo e com o aumento da influência dos obsessores, os espíritos perturbados começam a utilizar a mediunidade da pessoa para realizar ainda mais estragos, gerando até mesmo fenômenos de incorporação fora de hora com agressões.

Leia também:  Mediunidade incorporação sintomas

Sintomas da mediunidade reprimida

mediunidade reprimida

Como falamos anteriormente, a mediunidade reprimida embrutece a pessoa e a cega quanto à realidade espiritual, tornando-a presa fácil para obsessores que fazem um verdadeiro estrago em sua vida sem que a pessoa sequer saiba as causas desses problemas.

Quando isso ocorre, inúmeros sintomas podem se manifestar e caso o médium perceba a tempo, pode buscar ajuda e até mesmo realizar um trabalho de desenvolvimento e educação mediúnica.

Neste ponto, o médium pode escolher se quer desenvolver sua mediunidade sozinho ou dentro de alguma religião, como o espiritismo. Independente da opinião dos outros, o mais indicado é que a pessoa ouça seu coração e tome a decisão que for mais certa em seu coração.

Os sintomas da mediunidade reprimida incluem:

  • Insônia, arrepios e dores de cabeça
  • Depressão, Ansiedade, Fobia social 
  • Emotividade patológica
  • Problemas de saúde impossíveis de diagnosticar
  • Perda de energia e desejo sexual
  • Perda de interesse pelas atividades que gostava de fazer
  • Mudança de personalidade
  • Delírios
  • Reclusão
  • Acessos de raiva e impaciência
  • Bronquite
  • Pensamentos suicidas
  • Incorporação agressiva em locais inapropriados

Os sintomas podem variar de pessoa para pessoa e, obviamente, você deve procurar ajuda médica caso esteja sentindo algum destes sintomas. Apesar da realidade espiritual ser inegável, nem tudo é de origem espiritual e as chances são de que exista uma explicação científica e orgânica para estes sintomas.

Como podemos ver neste artigo, a repressão da mediunidade é algo extremamente prejudicial, principalmente para quem é médium com um maior grau de sensibilidade.

Por isso, se você é médium, é recomendado que  faça um trabalho de desenvolvimento mediúnico. Em nosso blog você encontrará diversos artigos que te falam sobre o assunto, mas te recomendo começar por este.


Gostou do artigo? Então COMPARTILHE!!


Relacionamento na prática


RECOMENDADO PARA VOCÊ:

Deixe uma resposta