Oração espírita do perdão: Faça esta prece espírita e se livre do rancor!

O rancor é um sentimento extremamente negativo que atrasa e prejudica a vida das pessoas. Ele floresce pela dificuldade natural que temos de perdoar quem nos ofende. Porém, precisamos nos esforçar para isso, afinal, perdoar é um ato de amor próprio e só traz benefícios para quem perdoa. Então, para te ajudar a perdoar, faça a oração espírita do perdão e se liberte do ressentimento.

Porque é tão difícil perdoar?

Quando alguém nos magoa é muito comum que fiquemos remoendo a situação e os sentimentos envolvidos, reencenando exaustivamente em nossas mentes o momento em que nos sentimos feridos.

Então, começamos a pensar em como a situação foi injusta, em como a pessoa que nos magoou deve ser ruim e em como nós poderíamos nos vingar de algum jeito.

Assim, alimentamos a situação com muita energia mental, emocional e espiritual, amplificando seus efeitos sobre nós e exagerando sua real importância em nossas vidas.

No entanto, esse ciclo de envenenamento do rancor só cresce em um ambiente onde o egoísmo toma conta e a falta de amor impera. Mas não se sinta mal por isso, esse egoísmo está presente na maioria das pessoas, afinal, desde crianças fomos ensinados a ser assim.

A dificuldade das pessoas perdoarem quem lhes faz mal tem origem em um egoísmo e em uma necessidade artificial de “não sair perdendo”. Essa dificuldade de perdoar nos foi imposta pela nossa cultura de vingança e retribuição desde nossos primeiros anos de vida.

Crianças tem uma inclinação muito maior para o perdão graças à sua “inocência”. Porém, conforme crescemos, perdemos essa inocência e começamos a criar mecanismos para lidar com a grande quantidade de decepções que a vida nos reserva.

Além disso, passamos a absorver cada vez mais a atmosfera de retribuição e vingança que nos é passada através do exemplo que observamos nas outras pessoas. Ainda, os filmes, séries e noticiários também fomentam esta necessidade de vingança e competitividade.

Qual a importância da oração espírita do perdão?

Como falamos anteriormente, o rancor e a dificuldade de perdoar tem origem em um egoísmo doentio e em uma necessidade cultural de ser sempre o vencedor. Assim, quando alguém nos fere, podemos ficar pensando em como retribuir a agressão para que consigamos sair ganhando neste jogo.

Porém, quando o assunto é rancor, nunca saímos ganhando. Pois o rancor é um veneno que nos mata emocional, mental e espiritualmente. O Rancor não gera bons frutos, não ajusta as coisas e faz com que a pessoa magoada fique presa ao agressor e à agressão sofrida.

Leia também:  Oração espírita da manhã: Faça esta prece ao acordar e tenha um dia abençoado!

Não perdoar é multiplicar seu sofrimento através da constante repetição de uma agressão sofrida. Quem guarda rancor está sendo seu próprio inimigo e cria seu próprio inferno pessoal. E mesmo nos casos onde a pessoa consegue se vingar, ela percebe que a vingança não melhorou as coisas.

Pois o problema do ressentimento não é quem lhe ofendeu, mas sim como você se machucou internamente com a ofensa. Portanto, quem lhe ofendeu é apenas um objeto de atenção para um problema SEU, INTERNO e que só pode ser resolvido por VOCÊ CONSIGO MESMO.

É por isso que é importante perdoar quem lhe ofendeu. Perdoar é um ato de libertação que permitirá que você não continue se machucando por uma situação que já passou. O perdão é um remédio para você mesmo, ele cura um problema interno e liberta a vítima do seu algoz.

O perdão impede que você continue sendo prejudicado por uma situação passada. O perdão é um ato de misericórdia e amor próprio tanto consigo quanto para com quem lhe machucou. Ele não tem a ver com beneficiar o seu algoz, ele tem a ver com beneficiar a si mesmo. Perdoar é decidir não continuar se magoando por algo que já passou.

A oração espírita do perdão ajuda quando é muito difícil perdoar

Porém, apesar de sabermos que devemos perdoar para deixarmos de sofrer, a mágoa pode ser muito profunda para ser resolvida somente pela racionalização. Então, medidas auxiliares como a oração espírita do perdão podem ser necessárias.

Ao utilizar a oração espírita do perdão você conseguirá vencer suas barreiras e romperá as algemas emocionais, mentais e espirituais que lhe prendem à situação passada.

Isso é possível porque a prece do perdão irá agir sobre sua atmosfera mental, emocional e espiritual, fazendo com que o seu desejo de perdoar penetre em todo o seu ser e promova as mudanças necessárias.

O que nos diz o Espiritismo acerca do perdão

Allan Kardec em “O Evangelho Segundo o Espiritismo” discorre sobre o ato de perdoar de maneira magistral. E ao analisar esta incrível obra da Doutrina Espírita (Espiritismo) nós percebemos a importância do perdão sob a ótica espiritual.

Mergulho Interior

“A misericórdia é o complemento da brandura, porquanto aquele que não for misericordioso não poderá ser brando e pacífico. Ela consiste no esquecimento e no perdão das ofensas. O ódio e o rancor denotam alma sem elevação, nem grandeza.
O esquecimento das ofensas é próprio da alma elevada, que paira acima dos golpes que lhe possam desferir. Uma é sempre ansiosa, de sombria suscetibilidade e cheia de fel; a outra é calma, toda mansidão e caridade. Ai daquele que diz: nunca perdoarei.
Esse, se não for condenado pelos homens, sê-lo-á por Deus. Com que direito reclamaria ele o perdão de suas próprias faltas, se não perdoa as dos outros? Jesus nos ensina que a misericórdia não deve ter limites, quando diz que cada um perdoe ao seu irmão, não sete vezes, mas setenta vezes sete vezes.” – O Evangelho Segundo o Espiritismo, Allan Kardec, página 142

Leia também:  Oração para o Anjo da Guarda dos filhos: Aprenda agora!

Como podemos ver, segundo Kardec, o perdão é um atributo da alma elevada e conduz à paz interior e à Caridade. Por outro lado, o rancor é atributo de uma alma ainda pouco elevada e conduz à condenação pelos homens e por Deus.

Ainda no “Evangelho Segundo o Espiritismo”, Allan Kardec discorre sobre o perdão com relação à obsessão espiritual. Com o trecho a seguir você perceberá como o rancor é uma prisão e como seus frutos são puro veneno para o Espírito.

“Na prática do perdão, como, em geral, na do bem, não há somente um efeito moral: há também um efeito material. A morte, como sabemos, não nos livra dos nossos inimigos; os Espíritos vingativos perseguem, muitas vezes, com seu ódio, no além-túmulo, aqueles contra os quais guardam rancor; donde decorre a falsidade do provérbio que diz: “Morto o animal, morto o veneno”, quando aplicado ao homem.
O Espírito mau espera que o outro, a quem ele quer mal, esteja preso ao seu corpo e, assim, menos livre, para mais facilmente o atormentar, ferir nos seus interesses, ou nas suas mais caras afeições. Nesse fato reside a causa da maioria dos casos de obsessão, sobretudo dos que apresentam certa gravidade, quais os de subjugação e possessão. O obsidiado e o possesso são, pois, quase sempre vítimas de uma vingança, cujo motivo se encontra em existência anterior, e à qual o que a sofre deu lugar pelo seu proceder.”
– O Evangelho Segundo o Espiritismo, Allan Kardec, página 142 e 143

Como podemos ver no trecho acima, Kardec chama a nossa atenção para o fato de que a vingança se encontra na raiz da perseguição que os espíritos obsessores tem para com os encarnados. Ele afirma que a vingança é a causa da maioria dos casos de obsessão espiritual.

Com isso aprendemos que o perdão é realmente necessário e tem um impacto poderoso tanto em nosso estado moral quanto em nosso estado espiritual, gerando repercussões que poderão nos acompanhar através dos tempos.

Afinal, como fazer a oração espírita do perdão?

É importante que você faça sua oração do jeito certo, pois fazê-la de qualquer jeito e sem a devida atenção, sem fé e emoção suficientes pode não ser a melhor maneira de garantir o resultado desejado.

Leia também:  Oração para as coisas darem certo

Por isso, faça sua oração do perdão com , concentração e sinceridade de coração. Além disso, é importante que você faça esta oração em um momento de recolhimento e relaxamento, evitando distrações e demais preocupações.

Por isso, quando for orar, respire lentamente e acalme seu corpo, proferindo as palavras da oração espírita do perdão. Torne o ato de orar uma experiência sagrada e única, pois quanto mais você manter esta atitude melhor será o resultado obtido.

Em “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, de Allan Kardec (Codificador da Doutrina Espírita), na página 350, existe uma prece espírita de do perdão que você poderá realizar para perdoar os seus inimigos. A oração espírita do perdão é a seguinte:

“Meu Deus, perdoo a N…(Nome da pessoa) o mal que me fez e o que me quis fazer, como desejo me perdoes e também ele me perdoe as faltas que eu haja cometido. Se o colocaste no meu caminho, como prova para mim, faça-se a tua vontade. Livra-me, ó meu Deus, da ideia de o maldizer e de todo desejo malévolo contra ele. Faze que jamais me alegre com as desgraças que lhe cheguem, nem me desgoste com os bens que lhe poderão ser concedidos, a fim de não macular minha alma por pensamentos indignos de um cristão. Possa a tua bondade, Senhor, estendendo-se sobre ele, induzi-lo a alimentar melhores sentimentos para comigo! Bons Espíritos, inspirai-me o esquecimento do mal e a lembrança do bem. Que nem o ódio, nem o rancor, nem o desejo de lhe retribuir o mal com outro mal me entrem no coração, porquanto o ódio e a vingança só são próprios dos Espíritos maus, encarnados e desencarnados! Pronto esteja eu, ao contrário, a lhe estender mão fraterna, a lhe pagar com o bem o mal e a auxiliá-lo, se estiver ao meu alcance. Desejo, para experimentar a sinceridade do que digo, que ocasião se me apresente de lhe ser útil; mas, sobretudo, ó meu Deus, preserva-me de fazê-lo por orgulho ou ostentação, abatendo-o com uma generosidade humilhante, o que me acarretaria a perda do fruto da minha ação, pois, nesse caso, eu mereceria me fossem aplicadas estas palavras do Cristo: Já recebeste a tua recompensa. “

Se você enfrentar dificuldades para memorizar esta prece, faça-a com os olhos abertos enquanto lê seu conteúdo. Porém, lembre-se sempre de ter bastante fé, concentração e emoção durante a prece.

Além disso, você poderá orar sem recorrer à prece espírita acima, bastando que você feche os olhos e faça a prece espírita do perdão com as suas próprias palavras.


Gostou do artigo? Então COMPARTILHE!!


Mergulho Interior


Deixe uma resposta