Mediunidade aflorada e seus sintomas – DESCUBRA AGORA!

A mediunidade é uma faculdade humana incrível, promovendo autoconhecimento e ajudando a responder diversas questões sobre os mistérios da vida após a morte. Mas ela pode ser ligeiramente complicada quando os médiuns não sabem que possuem essa faculdade, não dominando essa incrível capacidade. Assim, muitos médiuns sofrem com a mediunidade aflorada e seus sintomas. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue lendo esse artigo!

É comum que médiuns não saibam identificar que são portadores de mediunidade, sofrendo muito até se darem conta de que são médiuns. Afinal, muitas pessoas tem medo de comentar sobre o que sentem e acabam achando que são loucas ou que têm algum tipo de doença.

Além disso, o preconceito e a falta de informação são barreiras que dificultam o desenvolvimento espiritual das pessoas, mantendo elas em um estado de ignorância sobre si mesmas e sobre suas próprias capacidades.

Portanto, para ajudar a todos os que possam estar sofrendo com o desequilíbrio e a mediunidade reprimida, escrevemos este artigo, onde abordaremos a questão da mediunidade aflorada e seus sintomas .

O que é mediunidade aflorada e quais são seus sintomas?

Mediunidade é a capacidade de sentir, em maior ou menor grau, as energias e vibrações espirituais. Assim, ver, sentir e até ouvir espíritos ou outros tipos de entidades são fenômenos comuns aos portadores de mediunidade.

O termo mediunidade foi definido por Allan Kardec e o mesmo afirma que todos são mais ou menos médiuns, variando somente o grau de sensitividade de cada um para com o mundo espiritual.

Algumas pessoas já nascem com sensibilidade e habilidades mediúnicas bastante afloradas, mas algumas podem experimentar o afloramento de sua mediunidade em idades mais avançadas, como na adolescência ou até mesmo na fase adulta.

Assim, variando o período de acordo com a fisiologia e missão de cada um, este afloramento da mediunidade produz certos sintomas que começam a ser notados repentinamente, causando estranheza e até mesmo medo nos médiuns inexperientes que ainda não entendem o que está ocorrendo com eles.

Leia também:  Como ver o mundo espiritual? Aprenda agora!

Então, se mediunidade é a capacidade de sentir e ser intermediário entre o mundo físico e o mundo espiritual, os sintomas que podem ser experienciados por um médium inexperiente que está sofrendo com o afloramento de suas capacidades mediúnicas são predominantemente de natureza energética e espiritual.

Porém, devemos prestar a atenção no fato de que o nosso lado espiritual pode acabar afetando nosso corpo físico. Assim, qualquer tipo de desequilíbrio no corpo energético do médium pode acabar se refletindo na saúde física ou mental do indivíduo, gerando sintomas físicos.

Sintomas mais comuns da mediunidade aflorada

Os sintomas mais comuns do despertar espiritual podem incluir mudanças nos corpos físico, mental e emocional do médium, causando repercussões capazes de interferir em sua qualidade de vida. Assim, entre os sintomas mais comuns do aflorar da mediunidade estão os seguintes:

Mergulho Interior

  • Pressentimentos
    A pessoa pode passar a ter pressentimentos de forma muito frequente. De modo geral, esses pressentimentos podem se revelar certeiros posteriormente.
  • Depressão
    Alguns médiuns podem sofrer de depressão, afinal, são mais suscetíveis às influências espirituais. Isso se intensifica quando eles não dominam sua mediunidade, podendo ser vítimas de espíritos obsessores.
  • Sensação de toques em seu corpo
    Alguns portadores de mediunidade podem se sentir tocados mesmo sem ter ninguém por perto. Nestes casos, o toque físico não ocorre, porque os espíritos não nos tocam fisicamente. No entanto, eles conseguem passar esta ilusão sensorial ao médium.
  • Paralisias do sono (catalepsia)
    Portadores de mediunidade aflorada podem sofrer com paralisias do sono. Essas paralisias podem ser aterrorizantes para quem não as conhece e nada sabe sobre seu potencial espiritual. Mas se bem controladas podem ser utilizadas até mesmo para viagem astral.
  • Visões de vultos e espíritos
    É comum que médiuns aflorados pensem que estão ficando loucos quando começam a ver espectros, sombras, luzes e vultos, não podendo fazer nada para interromper estas visões. Assim, se isto estiver ocorrendo com você, é necessário que você inicie um processo de desenvolvimento da mediunidade para que estes problemas diminuam ou possam ser controlados.
  • Ouvir vozes e sentir cheiros de origem espiritual
    É muito comum que médiuns iniciantes ou em desequilíbrio ouçam vozes sem explicação física. Essas vozes podem chamar por eles, pedir coisas, ofendê-los e mais. Além disso, também existem casos de mediunidade olfativa, onde a pessoa sente cheiros de origem espiritual.
  • Sentir a energia de ambientes e pessoas
    As vezes, um médium aflorado pode se sentir mal ao entrar em um ambiente. Em outros casos, pode se sentir mal em ambientes muito cheios de pessoas. É possível que também passe a ter sentimentos estranhos por pessoas que mal conhece, incluindo ódio, antipatia ou desconfiança. Nestes casos, a sensitividade está bem acentuada e a pessoa passa a agir como uma esponja energética, absorvendo todas as impressões energético-espirituais do ambiente e das pessoas ao seu redor.
  • Dores inexplicáveis
    Médiuns aflorados podem sentir influências de pessoas desencarnadas que podem estar ao seu redor, sentindo os sintomas e impressões astrais daquela criatura. Assim, é possível sentir dores, frio, sede, fome etc. Geralmente, as dores sentidas são associadas com a forma de desencarne (morte) daquela entidade que “encostou” no médium.
  • Problemas respiratórios (bronquite)
    Problema bastante comum em médiuns inexperientes ou desequilibrados, podendo ser decorrente de ataques espirituais. Junto com estes problemas respiratórios é possível que ocorram problemas de baixa imunidade e depressão.
  • Sentir quando alguém está mentindo
    Um médium sensitivo aflorado pode facilmente identificar a mentira no rosto das pessoas. Ele ouve a pessoa falar e, mesmo sem motivos, acaba sentindo que aquilo é mentira. Isso acontece porque o médium tem a capacidade de sentir o campo espiritual e perceber o verdadeiro teor do que aquela pessoa que está mentindo está dizendo.
  • Conhecimento sobre assuntos que não domina
    É possível que você se veja falando sobre algum assunto que você não se lembra como ou onde aprendeu. Também é possível que você realmente nunca tenha aprendido sobre este assunto na vida atual, porém, alguma ligação energético-espiritual está lhe proporcionando esta informação.
  • Sonhos vívidos
    Os seus sonhos começam a se tornar mais vívidos e você começa a se lembrar deles mais frequentemente. Isso acontece porque a ligação com seu subconsciente vai se tornando cada vez mais forte.
Leia também:  Paralisia do sono: batalha espiritual e terror noturno, como evitar?

Estes são alguns dos sintomas da mediunidade aflorada, porém deve-se levar em consideração que caso você esteja experienciando algum sintoma listado acima, é importante que você procure um médico. Assim, você poderá descobrir se existem causas orgânicas para esses sintomas.

Por fim, após descartar qualquer origem orgânica, se você tem a maioria dos sintomas acima é muito possível que você seja um médium com grande sensibilidade. Portanto, um desenvolvimento mediúnico se faz necessário para que você possa controlar esta habilidade e torná-la útil para seu crescimento espiritual.

Aqui em nosso site temos um artigo que ensina como desenvolver a mediunidade sozinho. Este artigo te ajuda a começar o desenvolvimento de suas habilidades psíquicas sem a necessidade de aderir à alguma religião. Vale a pena conferir!

Além disso, também temos e-book Mergulho Interior que mostra como você pode se desenvolver espiritualmente por meio do autoconhecimento. Clique aqui e conheça as ferramentas para o seu desenvolvimento!


Gostou do artigo? Então COMPARTILHE!!


Mergulho Interior