Como saber se um ente querido falecido está bem? Descubra agora!

0
304

Passar pela dor da perda de um ente querido pode ser uma das experiências mais traumáticas da vida de uma pessoa. Este tipo de perda gera diversas dúvidas sobre o destino da alma daquele ente querido. Assim, é muito comum que as pessoas queiram ter informações sobre o estado da pessoa falecida, se perguntando constantemente como saber se um ente querido falecido está bem.

Porém, a maioria das pessoas não sabe como ter informações sobre seus entes queridos já falecidos e ficam totalmente perdidos em meio às dúvidas e o pesar. Assim, o luto pode se intensificar e um sofrimento excessivo pode tomar conta da pessoa, perturbando tanto ela quanto a alma do falecido.

Portanto, tentar saber se um ente querido falecido está bem não é um questionamento errôneo ou prejudicial. Aliás, esta é uma dúvida natural que precisa ser sanada. Afinal, obter uma resposta para esta pergunta pode resultar em uma significativa diminuição do sofrimento da pessoa enlutada.

É possível saber se um ente querido falecido está bem?

A vida após a morte do corpo físico é um fato para alguns e motivo de descrença para muitos. Infelizmente, a grande maioria das pessoas vive totalmente imersa na ilusão de seus sentidos físicos, acreditando que a única realidade existente é a realidade material.

Porém, independentemente da crença ou descrença, todos os seres humanos possuem uma sensibilidade espiritual que lhes permite obter informações sobre a realidade espiritual à sua volta.

No entanto, nem todas as pessoas se dão conta desta sensibilidade que lhes permite sentir em maior ou menor grau a influência dos espíritos, seu estado atual, ideias e características.

Esta sensibilidade é conhecida como mediunidade, termo cunhado por Allan Kardec, codificador da Doutrina Espírita (Espiritismo). Allan Kardec afirma que todos os seres humanos são mais ou menos médiuns, variando apenas o grau de sensibilidade mediúnica entre as pessoas.

Portanto, se existe uma realidade espiritual e a vida após a morte do corpo físico é um fato, basta que saibamos utilizar nossas faculdades mediúnicas para que possamos obter informações sobre o estado de um espírito após a morte do corpo físico.

Então, sob esta ótica, podemos dizer que é possível saber se um ente querido falecido está bem ou se ele se encontra em um estado de perturbação espiritual.

O que diz o Espiritismo sobre o estado do ente querido falecido

Em “O livro Dos Espíritos”, de Allan Kardec, encontramos informações valiosas sobre o estado do espírito após o desencarne:

Pergunta: Que sucede à alma no instante da morte?
“Volta a ser Espírito, isto é, volve ao mundo dos Espíritos, donde se apartara momentaneamente.”
Pergunta: A alma, após a morte, conserva a sua individualidade?
“Sim; jamais a perde. Que seria ela, se não a conservasse?”
Pergunta: A alma nada leva consigo deste mundo?
“Nada, a não ser a lembrança e o desejo de ir para um mundo melhor, lembrança cheia de doçura ou de amargor, conforme o uso que ela fez da vida. Quanto mais pura for, melhor compreenderá a futilidade do que deixa na Terra.”
Pergunta: Que prova podemos ter da individualidade da alma depois da morte?
“Não tendes essa prova nas comunicações que recebeis? Se não fôsseis cegos, veríeis; se não fôsseis surdos, ouviríeis; pois que muito amiúde uma voz vos fala, reveladora da existência de um ser que está fora de vós.” – O Livro dos Espíritos, Allan Kardec, Capítulo 3

Como podemos ver com os questionamentos de Allan Kardec e as respostas dos Espíritos Superiores, após a morte do corpo físico o Espírito permanece vivo e mantém sua individualidade.

Além disso, conseguimos perceber claramente na resposta dos Espíritos que o espírito da pessoa falecida levará consigo para a vida após a morte física a doçura ou o amargor cultivados durante sua encarnação.

Ainda, Kardec questiona sobre as provas que corroboram a alegação de que o espírito mantém sua individualidade após a morte física, recebendo uma resposta enfática dos Espíritos.

Estes afirmam que as próprias comunicações dos espíritos consistem em provas desta sobrevivência à morte física. Ou seja, a mediunidade é a prova que temos da realidade da vida após a morte do corpo.

A perturbação espiritual após a morte

Ainda seguindo as palavras contidas em “O Livro dos Espíritos“, de Allan Kardec, podemos obter informações valiosas sobre o estado de perturbação espiritual ao qual os falecidos estão submetidos.

Pergunta: A alma tem consciência de si mesma imediatamente depois de deixar o corpo?
“Imediatamente não é bem o termo. A alma passa algum tempo em estado de perturbação.”

Pergunta: A perturbação que se segue à separação da alma e do corpo é do mesmo grau e da mesma duração para todos os Espíritos?
“Não; depende da elevação de cada um. Aquele que já está purificado, se reconhece quase imediatamente, pois que se libertou da matéria antes que cessasse a vida do corpo, enquanto que o homem carnal, aquele cuja consciência ainda não está pura, guarda por muito mais tempo a impressão da matéria.” – O Livro dos Espíritos, Allan Kardec, Capítulo 3

Como podemos ver no trecho acima, após a morte, o ente querido falecido pode experienciar um estado de perturbação espiritual que durará um tempo determinado pelo próprio estado de elevação e consciência espiritual do desencarnado.

Assim, poderíamos dizer que um ente querido falecido está bem se ele já passou e superou este estado de perturbação espiritual que ocorre logo após a morte física. Porém, se o espírito ainda se encontra muito ligado à matéria, podemos dizer que o ente querido falecido se encontra em um estado de perturbação.

Afinal, como saber se um ente querido falecido está bem?

Como falamos anteriormente, podemos obter pistas sobre o estado espiritual do ente querido falecido através das nossas faculdades mediúnicas. Porém, nem todas as pessoas possuem uma mediunidade aflorada o suficiente para obter facilmente este tipo de informação.

Portanto, para os que não desenvolveram a mediunidade adequadamente, a melhor alternativa seria prestar atenção em seus sentimentos, sonhos e experiências diárias. Assim, poderão obter respostas satisfatórias ou pequenas pistas sobre o estado do ente querido falecido.

Saber se o ente querido falecido está bem através dos sonhos

Os sonhos são uma rica fonte de informação, pois durante o sono os laços que prendem o espírito ao corpo físico ficam suavizados, liberando a alma da pessoa para que ela visite o mundo espiritual com certa liberdade.

Portanto, durante os sonhos, podemos encontrar o ente querido falecido. Então, observando o contexto da experiência, os sentimentos despertados e os diálogos com o espírito da pessoa falecida, podemos chegar à alguma conclusão sobre seu estado, respondendo à pergunta e dizendo se ele está bem ou não.

Uma importante dica para que você consiga saber se seu ente querido falecido está bem é o teor dos sonhos que você tem com ele e os seus sentimentos durante estes sonhos.

Se forem sentimentos de muita tristeza, se a atmosfera for muito obscura e se o desencarnado não aparentar estar equilibrado, este pode ser um sinal de que ele não está bem.

No entanto, se durante os sonhos você interage com o desencarnado e sente emoções agradáveis, tem bons diálogos ou se vê em uma atmosfera espiritual luminosa, benéfica e feliz, você saberá que o seu ente querido falecido está bem.

As pistas sobre o estado do desencarnado no dia a dia

Porém, não é só durante os sonhos que você percebe que o ente querido está bem. Como falamos, se você observar com muita atenção os seus sentimentos e pensamentos, você poderá ser capaz de utilizar sua mediunidade para saber sobre o estado do falecido.

Assim, por exemplo, se você pensa subitamente em seu ente querido falecido e sente paz, alegria e boas lembranças, você pode ter a certeza de que ele se encontra em paz.

Por outro lado, se você pensa constantemente no falecido e experimenta sentimentos negativos, pode ser um sinal de que o ente querido ainda não está bem, precisando de algum tempo até ultrapassar seu período de perturbação espiritual.