Como saber se sou sensitiva? Descubra agora!

A sensitividade é uma característica marcante em alguns tipos de pessoas, proporcionando diversas vantagens pra quem possui esse nível de sensibilidade espiritual. Porém, quando desequilibrada, ela se torna uma causa de grande sofrimento para seus portadores. Por isso, é importante que você descubra se possui esse nível de sensibilidade mediúnica. Então, como saber se você é sensitiva? Continue lendo esse artigo e descubra!

No artigo de hoje iremos responder à um questionamento muito recorrente entre os leitores do nosso site: “Como saber se sou sensitiva?“. Esse tipo de mediunidade é envolto em muitos mistérios, causando diversos sintomas e sinais aparentemente inexplicáveis em seus portadores.

Assim, não é incomum que sensitivos saibam que existe algo diferente com eles, não sabendo dizer exatamente o que é. Desse modo, pessoas com grande sensividade podem até questionar sua sanidade mental em alguns momentos, chegando à conclusão de que são “esquisitos”, incompreendidos ou doentes. Mas apesar de compreensível, não há nada de errado com os sensitivos.

Afinal, médiuns sensitivos são mais conscientes da realidade da existência se comparados com a maioria das pessoas ditas “normais”, tendo um grande poder de percepção da realidade oculta das coisas. Isso se dá pela sua grande intuição e capacidade de perceber a verdadeira natureza espiritual e energética de ambientes, pessoas e situações.

O que significa ser uma pessoa sensitiva?

Para você saber se é uma pessoa sensitiva, é necessário que você compreenda exatamente o que é a sensitividade e quais são seus principais sintomas.

Basicamente, a sensitividade é a capacidade que algumas pessoas possuem de sentir diversas formas de vibrações espirituais ou energéticas, mesmo que sejam sutis.

Leia também:  Como falar com espíritos de Luz - Descubra agora!

Além disso, os sensitivos possuem uma intuição muito forte, sendo capazes de captar uma grande quantidade de impressões psíquicas. Portanto, a sensitividade nada tem a ver com fraqueza dos nervos ou com fraqueza emocional, mas sim com uma alta capacidade de uma pessoa estar aberta para ser influenciada pela realidade espiritual que a cerca.

Se você já entrou em algum ambiente e sentiu que o ar daquele lugar era “pesado”, “sufocante”, “assustador” ou “obscuro”, você experimentou a sensitividade. Ou, por outro lado, se você entrou em um ambiente e sentiu que o lugar tinha energia incrível, sendo “leve”, “feliz” e “receptivo”, você também experimentou o que sentem os sensitivos.

Ser uma pessoa sensitiva é perceber esse tipo de coisa, mesmo que você não tenha nenhum motivo racional para chegar a essas conclusões. Assim, a pessoa sensitiva é capaz de sentir a influência energética de pessoas, ambientes, espíritos e até de objetos.

Portanto, um sensitivo é capaz de saber se uma pessoa é boa de caráter logo ao olhar para ela, experimentando uma sensação de confiança ou desconfiança com alguém que ela não tem motivos racionais para julgar.

Lembra daquela famosa frase: “Meu santo não bateu com o dessa pessoa”? Isso é característico das pessoas sensitivas. Além disso, não é incomum que portadores de grande sensitividade sempre saibam quanto uma pessoa está mentindo ou falando a verdade.

Portanto, ser sensitivo é ser como uma grande antena capaz de sintonizar milhões de canais energéticos, sendo afetado constantemente por essas energias e precisando lidar com isso da melhor forma possível. Essa não é uma tarefa fácil e nem uma mediunidade tranquila, porém quanto mais você desenvolver a mediunidade sensitiva, melhor será seu controle sobre ela.

Como saber se sou sensitiva? Veja os sintomas!

A lista de sintomas da mediunidade sensitiva é bem grande, variando em diferentes aspectos de acordo com a individualidade de cada pessoa. Portanto, nenhuma lista será completa, exigindo que os sensitivos realizem constantemente um trabalho de autoconhecimento para identificar seus sintomas.

Leia também:  Como desenvolver a mediunidade sozinho? Aprenda agora!
Mergulho Interior

Independente dos sintomas, você precisa ter a noção de que você deve buscar ajuda médica especializada no caso de você estar experimentando qualquer sintoma da lista abaixo. Então, só após isso, parta para uma abordagem espiritual.

Então, para facilitar na identificação desse tipo de mediunidade, podemos dividir os sintomas em três tipos: Os sintomas físicos, os sintomas mentais e os sintomas emocionais. Os sintomas frequentes da mediunidade sensitiva são os seguintes:

Sintomas Físicos

  • Arrepios, sensação de eletricidade pelo corpo,
  • Sensações de frio ou calor sem motivo
  • Nojo sem motivo na hora de comer carnes (O sensitivo pode sentir o sofrimento do animal)
  • Nojos em geral de comidas bem feitas (O sensitivo sente as energias negativas de quem fez a comida)
  • Coração acelerando sem motivo aparente
  • Fraquezas e tonturas sem motivo aparente
  • Quedas de pressão
  • Dores inexplicáveis
  • Sensação de estar sufocando
  • Nó na garganta sem motivo aparente
  • Paralisia do sono, insônia ou sono excessivo
  • Feridas inexplicáveis
  • Tremores

Sintomas Mentais e Emocionais

  • Medo ou Pânico sem motivo aparente
  • Explosões de raiva ou choro sem motivo
  • Ansiedade e Depressão
  • Fobia social e mal estar em ambientes cheios de pessoas (Sensitivos sofrem em ambientes muito cheios pois a quantidade de energias é gigantesca)
  • Sensação de que algo de ruim vai acontecer
  • pensamentos suicidas sem motivo (Resultado de aproximação de espírito suicida)
  • Sentir que alguém está mentindo
  • Excesso de confiança em sua intuição e instintos
  • Perceber a energia de ambientes, lugares e pessoas
  • Pressentimentos
  • Pensamentos intrusivos
  • Desejo por cigarro, bebidas, drogas (mesmo quando você não curte essas coisas)
  • Mudança de personalidade por curtos períodos de tempo
  • Captação de pensamentos de outras pessoas
  • Saber ler muito bem as pessoas e perceber o que elas estão sentindo
  • Sentir que sempre está sendo procurada pelas pessoas que querem desabafar (Pessoas em sofrimento procuram conversar com sensitivos por saberem intuitivamente que serão compreendidas)
Leia também:  Mediunidade de transporte: sintomas e características - Conheça agora!

Se você tem alguns desses sintomas, procure um médico para verificar se existe alguma causa orgânica. Lembre-se que a medicina tradicional deve ser utilizada para cuidar de nossas enfermidades. Após procurar um médico e ser afastada a possibilidade de uma causa orgânica, então procure a explicação metafísica.

Portanto, se você achar que possui a mediunidade sensitiva, procure realizar um desenvolvimento mediúnico. Ao desenvolver suas capacidades, você passará a controlá-las e a compreendê-las melhor, deixando de sofrer com os sintomas da mediunidade descontrolada.

Se você se interessar pelo desenvolvimento da mediunidade sensitiva, temos um guia em nosso site que explica como desenvolver a mediunidade sozinho sem a necessidade de aderir à uma religião.

Além disso, o ideal é se desenvolver espiritualmente. Para te ajudar nesse sentido, criamos o e-book Mergulho Interior que trabalha essa característica a partir do autoconhecimento e de técnicas baseadas em estudos de grandes místicos. Clique aqui e conheça o livro!

Você pode se interessar nestes outros artigos que preparamos com carinho para você:

Como saber se sou medium

Como desenvolver a clarividência

Como ativar a Glândula Pineal

Como desenvolver a espiritualidade

Como desenvolver a mediunidade de cura

Como desfazer magia negra

Arrepios no couro cabeludo – Mediunidade?


Gostou do artigo? Então COMPARTILHE!!


O site Espiritualidade Divina é um projeto que visa trazer mais espiritualidade ao mundo através do conhecimento. Afinal, em meio a todo o ceticismo que ronda a sociedade atual, os temas espiritualistas devem ser colocados em pauta visando a evolução da humanidade.